A GEOGRAFIA NO BRASIL

16/07/2014 08:31
A geografia no Brasil

 

Até o final da década de 1970, a geografia no Brasil, caracterizava-se por descrever o mundo, baseava-se na memorização de conhecimentos enciclopédicos, era o necessário para se obter boas notas na escola, a geografia, portanto era uma disciplina de “decoreba”, e desinteressante, pois bastava ler várias vezes o mesmo texto ou questões dos famosos questionários, propostos em aula, e pronto seria o suficiente para tirar um dez na disciplina.

Passamos ao longo das décadas seguintes por experiências no campo do estudo da geografia, como a geografia pragmática, baseada no uso de técnicas estatísticas e matemáticas, enfim no exagero de dados e informação, deixando a geografia alheia aos problemas sociais e ambientais. A geografia crítica, que baseava-se no materialismo histórico e dialético, que preocupava-se com as injustiças sociais e políticas. Já a geografia humanista, procura um entendimento do mundo, a partir do estudo das relações do homem com a natureza.

Atualmente, a geografia percebe a necessidade de dialogar com outras áreas do conhecimento, trabalhando as relações socioculturais da paisagem, bem como os elementos que dela fazem parte, portanto a geografia deve conhecer o espaço produzido pelo homem e a relação da sociedade com a natureza.

No momento em que o ENEM ganha força no país, com a adesão de mais universidades, a exemplo da UFSM, é primordial aos estudantes, compreender a organização e as transformações sofridas pelo espaço geográfico e pela sociedade, para a formação de um cidadão consciente e crítico dos problemas que o cerca, visando construir um mundo mais ético e menos desigual.

 

Prof. Getúlio Machado do Nascimento (publicado no Jornal URINIUS - julho de 2014)