Pesquisa e plágio

18/08/2016 19:03

Pesquisa e plágio

No ambiente escolar é comum alunos entregarem trabalhos faltando fontes de pesquisas e, pior ainda, com textos e/ou imagens sem citar de onde o material foi retirado.

Em outubro de 2014, publiquei, neste site, um trabalho escolar de um grupo de alunos, intitulado “Controle de natalidade”. Posteriormente, por notificação dos autores da obra Jornadas.geo – uma coleção de livros didáticos de Geografia para o Ensino Fundamental II (6º ao 9º ano) – descobri que o trecho publicado era cópia fiel (plágio) de uma seção intitulada “Conhecimento Interligado”, integrante do livro do 9º ano (p. 234 e 235), publicado pela Editora Saraiva em 2012.

A minha falta de cuidados com a publicação do material no site pode comprometer a reputação dos autores, além de sujeitar-me às penalidades impostas pela Lei.

Assim, utilizo esse canal para ratificar a necessidade de sempre citar as fontes utilizadas e desculpar-me com os autores da obra Jornadas.geo e com a Editora Saraiva.

A pesquisa é um importante instrumento para obter e ampliar conhecimentos. Também é essencial para desenvolver habilidades como coletar, selecionar, analisar e relacionar informações; sintetizar ideias; construir argumentos; elaborar conclusões etc.

Ao fazer uma pesquisa, deve-se sempre procurar o maior número possível de informações sobre o objeto/tema de estudo em diferentes fontes: internet, jornais, revistas, livros, depoimentos, entrevistas etc. É a partir dessas fontes que se torna possível embasar argumentos e defender ideias.

É muito difícil elaborar trabalhos escolares ou universitários, dissertações de mestrado, teses de doutorado e livros didáticos, sem incluir textos, mapas, gráficos, fotografias, tabelas etc. publicados por fontes consultadas durante a pesquisa. Por isso, é extremamente importante citar a fonte de todo o material reproduzido, lembrando que não se pode jamais reproduzir texto (integral) ou mesmo fotografia, sem autorização de seu autor; o que se pode é reproduzir trecho de texto alheio, sempre com citação da fonte.

A não citação da fonte implica em crime de plágio, previsto no código penal brasileiro, e o infrator está sujeito as penalidades impostas pela Lei.

Para cada tipo de fonte, há uma maneira de citá-la, definida pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Quando o material utilizado for textos, fotografias, tabelas, mapas ou gráficos deum livro, por exemplo, deve-se citar o nome completo do(s) autor(es), o título da obra, a cidade onde o livro foi publicado,a editora,o ano de publicação ea(s)página(s) pesquisada(s) ou utilizada(s). Quando a fonte for a internet, deve-se citar o endereço eletrônico, link utilizadoe a data de visita. Quanto a jornais e revistas, é recomendado citar o nome do meio de comunicação, a editora ou grupo empresarial, o autor do artigo pesquisado, a data de publicação e a página utilizada.

Citar a fonte é fundamental para enriquecer o trabalho que será produzido e dar crédito aos autores. Uma tabela, um gráfico, um mapa ou um pequeno trecho de texto, poder ter consumido horas e até mesmo dias para a elaboração.